quarta-feira, 10 de maio de 2017

FEIRA SANTANA ☼ ‘Muito medo’, diz vítima de homem que simulava seleção de modelo para estuprar mulheres

Homem é acusado de atrair e estuprar jovens em Feira de Santana


Uma das vítimas de um jovem de 22 anos, preso em Feira de Santana, cidade a 100 quilômetros de Salvador, na terça-feira (9), suspeito de estuprar ao menos sete mulheres, relatou que sentiu medo após ser ameaçada e resolveu procurar a polícia. Todas as vítimas foram aliciadas por ele por meio das redes sociaos com a promessa de um trabalho como modelo.

“Muito medo de ele fazer alguma coisa comigo. Procurei a delegacia, porque um colega meu, que é policial, me trouxe e disse que essa era a melhor forma a fazer", disse uma das mulheres que foram ameaçadas por ele e preferiu não se identificar.

Outra mulher contou que deixou claro para o homem que não tinha vontade de ter relações sexuais com ele, mas também foi ameaçada. "Eu falei que não queria nada com ele. Aí ele pegou, ameaçou publicar essas fotos na internet. Aí ele falou que se eu não fosse encontrar com ele ontem [segunda-feira], que ele iria publicar. Aí ele pediu para eu ir para frente do mercado de artes. Na hora que ele parou para falar comigo, foi a hora que os policiais chegaram para prender ele", contou.

De acordo com a polícia, após a oferta de emprego, o suspeito pedia fotos íntimas das vítimas e, então, começava a ameaça-las com a provável divulgação das imagens, caso as mulheres não o encontrassem.

Segundo a polícia, durante os encontros, o suspeito obrigava as vítimas a manter relação sexual com ele e filmava o abuso. Ele usava as imagens do estupro para ameaçar as mulheres e evitar ser denunciado.

O jovem foi preso após uma das vítimas conseguir fugir de um "encontro" e chamar a Polícia Militar. A mulher foi levada para a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), onde foi constatado que já havia um mandado de prisão contra o suspeito.

Segundo a delegada Maria Clécia, titular da Deam, o jovem era investigado desde 2013, quando ainda era adolescente, e estava sendo procurado há alguns meses, após novas denúncias. Sete vítimas reconheceram o jovem.

"Desde 2013 que ele perpetra crimes sexuais. De 2015 para cá, ele mudou a forma de agir. Passar usar redes sociais, marcava encontro com a mulher e neste local, ele a compelia ao ato sexual e depois a obrigava a manter encontros sucessivos, sob ameaça de divulgar imagens do estupro. É uma violência sem tamanho", diz a delegada.

Ainda segundo a delegada, o suspeito costumava usar identidades falsas para conseguir fotos íntimas das mulheres. A delegada informou que fotos e vídeos das vítimas foram encontradas no celular do jovem. O suspeito foi encaminhado para o Presídio de Feira de Santana, onde está à disposição da Justiça.

0 comentários:

Deixe aqui sua opínião