segunda-feira, 15 de maio de 2017

ILH√ČUS ūüė° Por fraudes na Prefeitura, escolas recebiam carne estragada para merenda

O munic√≠pio de Ilh√©us, localizado no sul do estado, foi um dos destaques do Fant√°stico, da TV Globo, no √ļltimo domingo (14), n√£o por suas belas praias ou seu povo acolhedor, mas pelo esquema de licita√ß√Ķes fraudulentas que chegou a entregar carne estragada para merenda escolar. 

A cidade, repleta de escolas sucateadas, teve um preju√≠zo de aproximadamente R$ 25 milh√Ķes devido ao esquema. "O grupo criminoso forneceu carne com prazo de validade vencido h√° mais de dois anos para o munic√≠pio. [A fraude] atingia duramente as secretarias mais sens√≠veis da popula√ß√£o: Sa√ļde, Desenvolvimento Social e Educa√ß√£o", disse o promotor de Justi√ßa Frank Monteiro Ferrari.

"A gente fica revoltado, primeiro porque eu sei que o dinheiro veio, a alimenta√ß√£o foi licitada e passamos 4 anos vendo falta de merenda na escola. Meu filho estuda na escola central e passou 4 anos comendo biscoito e suco", acrescentou a integrante do Conselho de Alimenta√ß√£o Escolar, Elis√Ęngela Almeida. 

O esquema desviava dinheiro desde 2009, mas foi desarticulado por uma opera√ß√£o deflagrada pelo Minist√©rio P√ļblico Estadual, em mar√ßo deste ano. Os alvos foram empres√°rios e funcion√°rios p√ļblicos que integravam o grupo que fraudava e superfaturava procedimentos licitat√≥rios e contratos realizados pela Prefeitura Municipal de Ilh√©us. 

Foram presos Enoch Andrade Silva, Thayane Santos Lopes, Wellington Andrade Novais, Lucival Bomfim Roque, Jamil Chagouri Ocké e Kácio Clay Silva Brandão. Além dos seis mandados de prisão, foram cumpridos seis mandados de condução coercitiva e 27 mandados de busca e apreensão.

0 coment√°rios:

Deixe aqui sua opínião