domingo, 14 de maio de 2017

SALVADOR ☼ Aliado de Neto critica agendamentos na saúde e propõe mudanças

Aliado e correligionário do prefeito ACM Neto (DEM), o vereador Maurício Trindade teceu críticas ao modo de agendamento de consultas e outros procedimentos na rede municipal de saúde.

Para tentar sanar os problemas de espera enfrentados pelos pacientes por consultas, exames e cirurgia, Trindade propôs limites nos prazos.

Em projeto de lei apresentado na Câmara de Salvador, o vereador sugere que o prazo máximo para a realização de consultas seja de 30 dias; para exames, 60 dias; e para cirurgias, 120 dias. 

O município ainda ficará obrigado a publicar o quantitativo de vagas para cada procedimento, a quantidade de pacientes atendidos, as solicitações em espera, a previsão de vagas no mês seguinte, a movimentação do número de inscrições das listagens e a situação de cada paciente em relação à sua respectiva lista. 

"As listagens serão disponibilizadas pela Prefeitura Municipal de Salvador, na internet, e deverá seguir a ordem de marcação, salvo nos procedimentos de emergência/ urgência ou critério médico", estabelece o projeto do vereador.


"O acesso à saúde é um direito de todos, pois ele é garantido a todo cidadão por Lei, mas o atendimento é negligenciado. O agendamento é um sistema simples já usado pela Secretaria Municipal de Saúde que não terá qualquer custo adicional, apenas se torna necessário que este seja feito diariamente com prazo máximo estipulado para efetivação do procedimento", justifica Maurício Trindade em sua proposta.

"Atualmente, para agendamento de consultas, exames ou cirurgias no serviço público, a população é obrigada a esperar pelo agendamento por meses atrasando assim o diagnóstico e o tratamento de saúde, além do sofrimento e humilhação e muitas vezes agravando a doença ou levando a morte precoce", criticou.

0 comentários:

Deixe aqui sua opínião