sexta-feira, 30 de junho de 2017

CAMAÇARI ☼ PM esclarece conflito entre policiais e manifestantes baderneiros nesta manhã

Na manhã desta sexta-feira (30/6), policiais militares e manifestantes – em adesão à Greve Geral – entraram em conflito na pista que dá acesso à empresa Cetrel, em Camaçari. Um dos PMs reclamou: “Ô, amigo, você não está vendo a p**** da viatura? Sai da frente, rapaz!”. Um dos manifestantes, inclusive, reclamou quem um policial teria levado o seu celular.

Em nota, a assessoria de comunicação do 12º Batalhão da Polícia Militar disse que um dos manifestantes agiu de forma provocativa e impediu a movimentação para desbloquear a pista. Por isso, “numa ação de defesa e uso progressivo da força, o policial se viu obrigado a recolher o aparelho das mãos daquele manifestante, devolvendo-o logo em seguida, numa tentativa de se evitar maiores transtornos e na presença de todos. Após este leve incidente, que por sinal fora o único registrado e de rápida resolução, as vias da cidade permaneceram livres à circulação”.

Confira abaixo a nota na íntegra

Em relação à notícia publicada em alguns sites locais dando conta, inclusive com recorte de imagens, de que policiais militares teriam retirado um aparelho celular de um manifestante, o Comando do 12º Batalhão da Polícia Militar esclarece que durante a tentativa de desbloqueio de pista que dá acesso à CETREL, nas imediações do HGC, quando diversos trabalhadores tentavam chegar aos seus postos de trabalho, cerca de10 (dez) sindicalistas buscavam a todo custo impedir a ação da PM, que ali atuava na garantia de direitos, momento em que um dos manifestantes, inclusive o mais exaltado, colocou-se à frente de um dos policiais e passou a filmá-lo com o aparelho próximo ao rosto deste agente de segurança, impedindo-o, de maneira provocativa, de movimentar-se na ação de desbloqueio da pista. Numa ação de defesa e uso progressivo da força, o policial se viu obrigado a recolher o aparelho das mãos daquele manifestante, devolvendo-o logo em seguida, numa tentativa de se evitar maiores transtornos e na presença de todos. Após este leve incidente, que por sinal fora o único registrado e de rápida resolução, as vias da cidade permaneceram livres à circulação.

Disto, este Comando também esclarece que trabalha diuturnamente em prol da segurança da população de Camaçari, porque missão, responsabilidade e compromisso com as leis e com a ordem pública, no que sempre se coloca como defensor, inclusive, dos direito individuais e coletivos dos cidadãos e trabalhadores. Por fim, este Comando destaca que em momento algum fomos contatados pelos sindicatos ou qualquer cidadão individualmente sobre ações indevidas de nossa tropa durante as manifestações na madrugada e manhã de hoje, algo que certamente teria a nossa total atenção.

0 comentários:

Deixe aqui sua opínião