sexta-feira, 9 de junho de 2017

FUTEBOL ☼ Bahia vence o Cruzeiro e continua ‘cem por cento’ na Arena Fonte Nova

O Bahia, pelo terceiro jogo consecutivo em Salvador, fez valer a força do mando de campo, derrotou o Cruzeiro por 1 a 0, na noite desta quinta-feira (8/6), e encerrou a quinta rodada do Brasileirão na sexta colocação, com 9 pontos. O autor do único gol do jogo foi o atacante Edigar Junio.

Depois de dois triunfos consecutivos, dentro da Fonte Nova, o Esquadrão viaja para duas partidas longe da capital baiana, contra Grêmio e Coritiba. O primeiro compromisso será na segunda-feira (12/6), às 20h, em Porto Alegre.

Jogo

No começo da partida, quando o relógio apontava apenas 8 minutos, o Cruzeiro ficou com um jogador a menos. O volante Henrique, último atleta visitante na disputa de jogada, derrubou Edigar Junio, evitando que o atacante chegasse à meta do Cruzeiro. Na falta, o zagueiro Tiago bateu e Fábio segurou.

Já com a superioridade numérica, em tentativas pelas laterais, Juninho e Matheus Reis tentaram encontrar um companheiro na pequena área, sem sucesso. Quem teve êxito, abrindo o placar aos 18 minutos, foi Edigar Junio. Zé Rafael sofreu falta, cobrada muito rápida por Juninho que serviu Allione. O camisa 8 cruzou na medida e o camisa 11, de cabeça, fez Bahia 1 a 0.

Lá atrás, após troca de passes rápida pela esquerda, Robinho finalizou e Jean fez uma excelente defesa. Aos 27, em lançamento de Eduardo, Vinicius tentou bater de primeira e furou.

Aos 40, em cobrança de falta, o volante Juninho bateu com força e carimbou o travessão. O lance empolgou o time que, aos 43, quase chegou ao segundo. Vinicius, de esquerda, arriscou de fora da área e o goleiro Fábio realizou uma excelente defesa.

Etapa final

Aos 5, na primeira jogada ofensiva, Vinicius virou o jogo e achou Allione, na entrada da área, sem marcação. Ele finalizou e acertou o zagueiro Léo. Na sequência, outra vez com o argentino, o Tricolor chegou com perigo. Zé Rafael aproveitou o cruzamento rasteiro do camisa 8, mas o arremate parou outra vez em um defensor do time visitante.

O Cruzeiro, por pouco, não empatou o jogo aos 15 minutos. Robinho, dentro da área, finalizou e o lateral esquerdo Matheus Reis salvou em cima da linha. No minuto seguinte, da entrada da área, foi a vez de Zé Rafael tentar ampliar o marcado, no entanto, o arremate saiu pela linha de fundo. Gustavo Ferrareis também tentou, aos 21 minutos, mas a bola subiu demais.

Edigar Junio, aos 27, esteve muito próximo de deixar o segundo dele na noite. Matheus Reis fez um cruzamento perfeito, no qual o atacante cabeceou e viu a bola pegar em cheio no poste direito. No rebote, antes de Zé Rafael, o goleiro Fábio se jogou e afastou.

Eram apenas 2 minutos em campo, e Mendoza quase fez um golaço. Edigar Junio ajeitou e o colombiano, de chapa, tirou tinta da trave. Antes do apito final, Edigar Junio finalizou bonito e o goleiro Fábio, com a mão direita, fez uma excelente defesa.

0 comentários:

Deixe aqui sua opínião